Arquivos do Blog

Músicas, cópias e samples

Olá pessoal, faz tempo que eu (Bombom) não escrevo aqui, estava com saudade e até acho que perdi um pouco a prática, mas espero voltar a escrever muito de novo sobre as coisas legais que eu e as Garimpeiras encontramos por aí.

Há um pouco mais de 2 anos atrás conheci uma banda de Trip Hop chamada Portishead (que eu considero uma das melhores trilhas sonoras para sexo!). De cara a música que me foi apresentada (e não poderia ter sido diferente) foi a mais conhecida deles, a Glory Box:

Quando ouvi, logo achei que ela não era muito estranha, que eu a conhecia de algum lugar, mas como era a música mais conhecida da banda, pensei que poderia ter ouvido alguma vez na rádio. Ouvindo a música mais algumas vezes, percebi realmente de onde eu a conhecia: era do Racionais MC’s, isso mesmo, do Racionais! Eu já tinha ouvido o “fundo” da Glory Box na música Jorge da Capadócia que está no álbum Sobrevivendo no Inferno de 1997 (álias é o melhor disco do grupo – sim eu gosto de algumas músicas do Racionais, e porque não? não tenho vergonha em dizer), que por si só já é cheia de referências e digamos, por hora, “cópias”.

Primeiro porque essa música é uma releitura de uma música de mesmo nome do Jorge Ben Jor, quando ainda era apenas Jorge Ben, e fazendo umas pesquisas descobri que é de um disco de 1975 – Solta o Pavão – que segundo meu pai tem umas músicas bem doidas (vale ouvir!).

Essa música é muito mais que apenas uma homenagem a São Jorge, santo católico conhecido como o guerreiro que matou o dragão (e por ser símbolo da torcida corinthiana – a qual eu faço parte! rs), é também uma releitura da Oração a São Jorge, que usa praticamente todo um trecho da reza:

Oração a São Jorge

Eu andarei vestido e armado com as armas de São Jorge para que meus inimigos, tendo pés não me alcancem, tendo mãos não me peguem, tendo olhos não me vejam, e nem em pensamentos eles possam me fazer mal.

Armas de fogo o meu corpo não alcançarão, facas e lanças se quebrem sem o meu corpo tocar, cordas e correntes se arrebentem sem o meu corpo amarrar.

Jesus Cristo, me proteja e me defenda com o poder de sua santa e divina graça, Virgem de Nazaré, me cubra com o seu manto sagrado e divino, protegendo-me em todas as minhas dores e aflições, e Deus, com sua divina misericórdia e grande poder, seja meu defensor contra as maldades e perseguições dos meu inimigos.

Glorioso São Jorge, em nome de Deus, estenda-me o seu escudo e as suas poderosas armas, defendendo-me com a sua força e com a sua grandeza, e que debaixo das patas de seu fiel ginete meus inimigos fiquem humildes e submissos a vós. Assim seja com o poder de Deus, de Jesus e da falange do Divino Espírito Santo.

São Jorge Rogai por Nós.

E por que eu resolvi falar tudo isso agora? Calma, eu já explico. Voltando um pouco ao presente, há umas duas semanas atrás estava eu ouvindo meu vasto conteúdo musical – que ocupa todo o HD do meu computador – no modo aleatório mesmo. Aí começou aquela melodia (que eu já conhecia bem) no meio de uma música do Isaac Hayes, Walk On By (de 1969). Eu não acreditei, tive que voltar a música e repetir aquele trecho que tinha passado despercebido antes! Era a melodia da música do Portishead, ou seja, eles tinham pegado um trecho da música do Isaac Hayes e fizeram um loop que ficava repetindo na Glory Box inteira.

Achei genial essa minha descoberta e quis saber um pouco mais da relação entre essas três músicas (Glory Box – Portishead/Jorge da Capadócia – Racionais Mc’s/Walk On By – Isaac Hayes). Googlei os três e apareceu um dos sites mais legais que já encontrei nos últimos tempos: Who Sampled, ou no quase português “Quem Sampleou”. Lá dá pra você descobrir quem sampleou quem, quem copiou quem e quem fez cover de quem. E nessas você descobre que tem muita música que você acha foda hoje mas que nada mais é que uma cópia barata (ou mesmo realmente bacana) de uma música de décadas atrás!


E pra você ver como o negócio realmente não pára por aí, é tipo reação em cadeia. No site eu descobri mais músicas relacionadas e também com a mesma melodia! A música Walk On By cantada pelo Isaac Hayes nada mais é que um cover da Dionne Warwick (gravada em 1965) e muitos outros cantores da época já gravaram esta música.

E mais, não é a Walk On By a base de Glory Box e Jorge da Capadócia e sim outra música do Isaac Hayes que tem o mesmo trecho (ou seja o cara fez um sample da própria música dele, que doido isso!), a Ike’s Rap II.

Mas ainda não pára por aí! Sim, essa música na verdade foi sampleada da Daydream de um grupo chamado Wallace Collection

Vocês ouviram bem? Essa música não é nada estranha, né? Que tal refrescar a memória:

Tá eu vou parar por aqui, senão vai até o infinito rsrs! Recomendo mesmo vocês pularem até o Who Sampled e checarem tudo! Mas antes de ir, deixo com vocês mais algumas músicas que foram sampleadas e que tem entre algumas delas uma relação no mínimo estranha, depois me digam se vocês acham que isso tudo é cópia ou criação em cima de algo bom que foi feito, uma re-criação, talvez?

Ah e a pergunta que não quer calar, e a Lady Gaga, será que ela samplea? Sim, ela também “samplea”!

Onde? Who Sampled
Quando? Tiver vontade de ouvir uma música “nova” ou saber qual é a “velha”
Quanto?
Mais, melhor!
Contato?
www.whosampled.com

Anúncios

Alley – alternativos na Barra Funda

Olá a todos. Estamos pouco a pouco voltando com nosso blog, e voltar a ter bastante opções como era antes xD

Esse final de semana, eu, a yvone e a mairinha fomos para um aniversário de um amigo nosso. Sabíamos que era na Barra Funda e que o som era estilo Milo, sendo assim, fomos bem empolgadas para o lugar. Apesar de toda a demora pra chegar lá, chegamos e curtimos muito tudo 😉

Para quem curte um som mais alternativo, mas que não abuse tanto desse termo, a Alley é uma boa opção para se divertir na noite de São Paulo.

A Barra Funda conta com algumas baladas de mesmo estilo pela região, como: D-Edge, CB, Clash, Berlin. Todas possuem um som alternativo e cada dia da semana é realizado uma festa diferente, mas como esse post é sobre a Alley e vamos focar nela.

Logo de cara, é possível perceber que a balada foi feita para quem curte sair pra ferver, ou seja, pra quem curte sair pra dançar muito, acompanhado de diversos drinks deliciosos, cervejas boas e muita gente bonita. O espaço é pequeno, comporta cerca de 250 pessoas, mas tem espaço suficiente pra dançar a vonts. A entrada é super bonita, estilo D-Edge. Para quem chegar até a 1 hora da manhã, o valor de entrada é R$10 com o cupom da casa, que dá pra imprimir direto do site da casa, apenas no dia do evento.

Entrada Alley

Pista Alley

A pista é o primeiro espaço da casa, toda a galera curtindo o som em altos decibéis, não tem como resistir à pista,é totalmente tentadora pra quem tá a fim de curtir muito a noite. O bar é na pista, no canto, e tem a vantagem de ser um atendimento super rápido, não é preciso ficar horas gritando pro barman te atender.

Lounge Alley

Lounge Alley

O lounge fica no andar de cima. É bem tranquilo, um espaço delicioso para bater um papo com os amigos e conhecer melhor a galera que frenquenta a casa. O espaço é super bonito e aconchegante, no fundo, ao invés de parede, tem um vidro que ocupa o espaço todo e dá vista para os trilhos de trem do metrô Barra Funda. Todo o espaço é bem underground e casa com o estilo de música da casa.

Para quem curte um som alternativo, mas conhecido. Para quem curte noites de Milo, D-Edge e Funhouse, essa é uma boa pedida para se divertir a noite com seus amigos e ainda ouvir um bom som.

#Fikdik do @encontreiaqui

Onde? Rua Barra Funda, 1066 | Barra Funda, São Paulo
Quanto? R$20 s/ nome na lista e cupom. R$ 10 com cupom ou nome na lista (imprima seu cupom no site!)
Contato? telefone: 11 3666 0611 | email: contato@alleyclub.com.br
www.alleyclub.com.br

Pub ao estilo Britânico em São Paulo

São Paulo, terra de tantas variedades, estilos, gostos e tal tal e tal. Quem não sabe disso? Quem nunca virou uma esquina e passou de um som delicioso, para um som de forró-risca-faca (sem preconceitos, são só comparações =P ). Mas nada combina mais que um clima de chuva, e chuva lembra Londres (tempo feio e tons de cinza é lá mesmo). Não deixando de ser encantador, se tornou a paixão da grande maioria dos jovens, pré-jovens, adultos e mais que adultos. Quem não morre de vontade de ir para Londres conhecer todos aqueles pubs de filmes e livros? Pois é, eu sou apenas mais uma que passa essa vontade. Mas sem medo de ser feliz, estou comparando o The Republic Pub com todos esses pubs britânicos (até por que, logo na entrada a primeira coisa a se notar é um orelhão daqueles com cabine vermelha – lindo, lindo, lindo -). Conhecemos este Pub em um típico aniversário de um dos meus amigos da época do colégio, e como de costume, fomos todos e mais agregados, resultado: 10 seres achando que estavam sozinhos na festa. Após a famosa dose de tequila para brindar o novo aniversário conquistado, fomos “bailar na pista de dança” ao som de uma banda muito boa, que me desculpem por não lembrar o nome (mas fomos em um sábado, então provavelmente deve ser a mesma). A cerveja é boa, geladinha e recomendo comprar o balde que sai mais barato. No dia o preço era bem bacana M-10 H-15 c/ nome na lista e aproveitamos cada centavinho gasto depois. Para as meninas, fikdica: O BANHEIRO É LIMPO, CHEIROSO E NÃO É CHEIO (MARAVILHAA).

A decoração é linda, só que é preciso entrar no site para conferir, pois não consegui arrastar para cá.

Vale a pena conferir e se divertir demais, combine com seus amigos e vá tomar um delicioso balde de cerveja!

The Republic Pub
Onde? Rua Delfina, 110 – Vila Madalena – São Paulo|SP
Quanto? Mulher R$10 e Homem R$15 com nome na lista
Estacionamento com manobrista
www.republicpub.com.br

Mix de boa cultura no memorial

Acontece mais um mercado mundo mix em São Paulo, e mais uma vez no Memorial da América Latina. Como nós garimpeiras estamos numa fase que, até pra dormir é preciso marcar horário, não consegui bolar um post legal, mas vou fazer um ctrl+c ctrl+v do virgula.

mercado mundo mix 2009

mercado mundo mix 2009

Segunda edição paulista de 2009 oferece moda ao alcance de todos e terá apresentações imperdíveis de covers, além de 25 novas marcas de streetwear alternativas

“O Mercado Mundo Mix foi concebido para ser um evento democrático e plural. Direcionado para pessoas que buscam identidade própria e que têm preocupação estética diferente. Um comércio efervescente para as principais marcas de moda, música e design e que fomenta a cultura contemporânea”. Afirma Beto Lago.

Até lá galere. bjuu

Quando? Só até hoje – 04 de Outubro
site? http://www.mercadomundomix.com.br

O maior evento cultural de Alphaville

As férias, para quem estuda, por causa dos porquinhos gripados, ficaram um pouquinho mais longas e isso aumentou nossa diversão nas noites e finais de semana. O problema é que nem todos os lugares estavam esperando que o periodo “férias” continuasse por mais tempo, sendo assim, ficaram sem conteúdo para tanto público  entediado, enjoado de ficar sem fazer nada. Para quem gosta de ficar zanzando de um lugar para outro, curtir com a galera e família,  curtir tudo o que pode e mais um pouco, isso é o  FIM. É difícil rolar alguma coisa bacana que reúna todas as pessoas que gostamos oe ainda mais reunir todos os nossos gostos (que no meu caso, é bem eclético). Pior ainda, nessa época do ano que deviamos voltar a vida normal de work-facul-casa-cama.

Então, para sair da bad, venho com uma notícia “mara”, colega, e de cara já digo pra vocês, sabendo que vão concordar comigo, que não tem nada melhor do que uma diversãozinha básica que misture cultura e amigos, e ainda mais, no último final de semana das férias, para assim fechar com chave de ouro, não é? Então, para melhorar as expectativas, vou falar de um super programa para o final de semana do dia 15 e 16 de Agosto. O Tendencies, o maior evento cultural de Alphaville e que vai rolar no centro comercial. Serão diversas as atrações e dentre elas a que eu mais gosto: Arte. Na exposição de arte serão muitas as categorias e estilos de artistas, vale a pena conferir e apreciar o trabalho dos artistas da Cia Arte Cultura, que é um dos realizadores da exposição, e a pintura ao vivo de Paulo Lara.

emkt Tendencies Alphaville

emkt Tendencies Alphaville

A diversão é garantida e o bom trabalho também, mas para quem quiser participar é preciso acessar o site do Tendencies Alphaville para realizar o cadastro, e assim, entrar dentro do centro comercial. O evento é gratuito, mas o cadastro é necessário para garantir sua entrada nesse super evento. Dê uma olhadinha na programação:

programacao

programação tendencies alphaville 2009

Onde? Centro Comercial Alphaville
Quando?
15 e 16 de Agosto das 10h às 17h
Quanto?
Gratuito, mas é necessário o cadastro no site do
Tendencies Alphaville