Arquivo mensal: abril 2009

Criatividade Desencannada

É isso mesmo galera… desencaNNada! Esse é um post que é destinado mais aos publicitários criativos que estão na luta para conseguir criar algo que chame a atenção do cliente e, principalmente do público. Para quem não é da área é preciso antes entender uma coisa: antes de qualquer comunicação (impressa ou não) existe todo um planejamento, onde o cliente opina, critica e restringe algumas coisas! Nós publicitários criativos sofremos muito com isso, sempre somos barrados por causa do excesso de criatividade que exalamos (desculpa a modéstia, mas sim, nós exalamos criatividade =D), somos submetidos a publicar algo que nem sempre foi o melhor criado durante o processo, mas sentimos a necessidade de mostrar ao mundo tudo aquilo que foi pensado durante o planejamento. E sim, durante o planejamento, briefing e pesquisa rola muita coisa, que acaba acarretando em excesso de idéias no final. Para muitas agências, isso é motivo para muita diversão, mas muitas criações acabam sendo impublicáveis, pois atingiriam de maneira negativa o objetivo, mas não deixariam de nos divertir.

obmidia 

E foi pensando nisso que o Desencannes criou um site de diversão publicitária. Todo esse material cômico está lá, senão todos, quase todos. Lá é um espaço para criativos exporem suas idéias que não foram publicadas, sujeitas a críticas, protestos e processos, mas nenhum dos criadores está ligando para isso, o importante é divulgar e espalhar a criatividade. Sim, somos criativos e precisamos mostrar isso para o mundo… Grande Desencannes que nos ajuda a explorar isso… Grande Desencannes que nos proporciona minutinhos de muita risada e acesso a sacadas geniais. Publicitário ou não… divirta-se… o mundo da publicidade não é só vender produto, é divulgar idéias e criatividade também!

Onde? http://www.desencannes.com.br

Anúncios

Gambiarra – A Festa

Para quem não conhece ou já ouviu falar e não sabe detalhes, estou eu aqui meus amigos para falar de uma balada que eu simplesmente adoooro, chamada Gambiarra.

A Gambi (os íntimos falam assim hehe) é uma balada que acontece todos os domingos ao lado do  Hotel Cambridge e surgiu através de um grupo de 6 amigos envolvidos com o teatro, eles são Alex Gruli, Anna Cecília Junqueira, Edu Reyes, Talita Castro, Miro Rizzo e Tuca Notarnicola. Eles queriam um lugar pra reunir a galera da classe artística, onde eles pudessem comemorar aniversários, estréias, fim de temporada, enfim se sentissem os donos da festa e contando com muita música boa pra acabar a semana deles. A escolha do dia foi pensando neles mesmo, porque para nós que não somos atores (falo por experiência própria de quem tem que acordar cedo na segunda) esse dia não é apropriado para uma balada, ainda mais como a Gambi, onde você gasta muita energia, mas depois que você se apaixona pela festa não tá nem ai se é domingo… e quer é mais…

Gambiarra a FestaA Gambiarra é uma balada diferenciada e eu vou dizer os motivos para que você ai já saiba o que te espera assim que cruzar as portas do Cambridge. O hotel tem três pistas e em todas você ouve de tudo e o som é 80% nacional, incluindo o Hino da Gambi “Vai desabar água”, música composta por Gero Camilo e que é uma das mais tocadas, assim como Monobloco, Marisa MonteRoberta Sá. A ausência de preconceito começa ai, e a balada tem um caráter GLS, portanto se você não curte é só não ir, certo! A cerveja custa só R$3,00 e a caipirinha custa a partir de R$6,00, e a festa conta também com um buffet de caldos servido a partir da meia-noite, em um espaço com mesas para quem quiser recarregar a bateria. O ambiente é bem colorido, descontraído e aconchegante, enfim, é encantador mas vá preparado para passar calor, pois as pistas fervem e  ninguém fica parado. Uma coisa que acho interessante e que, na verdade é dever de qualquer balada, é que no Bar Tarsila você pode tomar água a noite inteira na faixa, basta chegar e pedir pro garçom ou pode ficar a vontade e se servir você mesmo (os adeptos já estão acostumados!)

Leia o resto deste post

Funk Como Le Gusta – Muda Cultural

O legal de estudar em uma Universidade como a PUC que preza a cultura e integração entre pessoas diferentes é a gama de informações que você recebe que vão desde Assembléias, Jogos e Festas até Shows.

E foi isso que chamou minha atenção ontem: 

flyer_funk_como_le_gusta

Com o selo da jovem Produtora Muda Cultural (sua festa de lançamento  foi em 14 de Junho de 2008 ), O Funk Como Le Gusta (banda que lançou Paula Lima) se apresenta aos sábados na balada Zahi. A banda de 10 músicos é famosa por seu instrumental inspirado e gingado contagiante. 

Enviando  nome na lista (lista@mudacultural.com.br) até a meia noite, o preço da entrada tem desconto!

Agora uma palhinha dos caras:

Onde? Zahi – Rua Inácio Pereira da Rocha, 520 – Vila Madalena
Quando? Sábados até dia 02/05/09
Quanto?  Sem lista / H – R$50,00 M – R$30,00
Com lista/ H – r$30,00 M – R$20,00
 Contato: (11) 3032-7128

BLOOKS – Tribos e Letras no Sesc Pinheiros

Os SESCs são a opção ideal para quem gosta de programas culturais e diversificados, e diante dessa crise, o mais atraente: muitos são gratuitos! Como a exposição interativa Blooks – Tribos e Letras, no SESC Pinheiros que começa em maio.

Já pelo nome você percebe a miscelânia, BLOOK nada mais é que a junção entre BOOK (livro, em inglês) e BLOG. Foram selecionados pela curadora Heloísa Buarque de Holanda, blogs de escritores tanto de prosa como de poesia. Agora se você pensa que é só isso, se engana! A professora e pesquisadora também selecionou trabalhos de histórias em quadrinhos, e ainda, um espaço de exposição feito de sons, imagens e animações ao alcance das mãos.

Exposição Blooks
Exposição Blooks

Essa mostra indica uma tendência curiosa nos dias de hoje: a literatura está cada vez mais presente no mundo digital, tanto no número de autores como de leitores. Um fato que interessa e muito os escritores em potencial como nossa querida Yvone. Hoje existe muito mais oportunidade e espaço para que eles tenham a chance de mostrar seus textos e poesias.

Onde? SESC Pinheiros
Rua Paes Leme, 195
 Quando? Maio/Junho
Terça a sexta, das 13h às 21h30 
Sábados e domingos, das 10h30 às 18h30.
Quanto? Gratuito, totalmente “na faixa”.
Programação? Aqui
Contato:
3095-9400

Cinema de Bordas – Filmes Trash e Independentes

É sempre bom poder ver filmes que você nunca veria na telona se não fossem festivais e mostras que nos apresentam produções quase que escondidas do público, eu adoro e acho muito válido conhecê-las.

Cinema de BordasFora do circuito comercial ou mesmo do alternativo com grande status de arte que vemos em alguns cinemas, o Itaú Cultural apresenta durante 22 a 26 de abril a mostra gratuita Cinema de Bordas, em que foram selecionados filmes de todas as regiões do Brasil com estética trash e produção quase caseira, que apesar do baixo orçamento contam com histórias inusitadas que aproveitam dos poucos recursos e sugerem uma linguagem diferente entre as muitas já apropriadas pelo cinema. Alguns dos curiosos personagens entre os filmes são zumbis, alienígenas, ninjas e um soldado da Amazônia. Já dá para imaginar o quão inusitado serão esses filmes!

A abertura será no dia 22 de abril às 20h com palestra dos curadores Bernadette Lyra e Gelson Santana e exibição dos filmes “Horror Capiau” (de Dimitri Kozma/9 min/SP) e “A Dama da Lagoa” (de Francisco de Abreu/20 min/MG), e ainda com direito à coquetel às 21h.

Veja toda a programação e sinopse dos filmes do Cinema de Bordas e aproveite. Lembrando que a entrada é gratuita e os ingressos serão distribuídos com meia hora de antecedência da sessão.

Onde? Itáu Cultural
Aveinda Paulista, 149 – Paraíso (próx ao metrô Brigadeiro)
Quando? De 22 a 26 de abril
Quanto? Nadinha, é grátis!
Os ingressos serão distribuídos com meia hora de antecedência!
Programação? Aqui
Lotação? 247 lugares
Classificação Etária? 14 e 16 anos
Contato: 2168-1777